18 de mai de 2011

Amamentação: as delícias e as dificuldades ! (Blogagem Coletiva)



Durante a gravidez eu li e me informei muito sobre a amamentação. Fui ter uma conversa sobre o tema com uma orientadora de lactância e achava que estava preparada o suficiente para essa fase, apesar de não ter feito nenhuma preparação física (tipo: usar conchas para formar o bico, pomadas, massagens, e tudo o mais). Pensei que isso seria algo natural do tipo que o bebe nasce e já gruda no peito e o leite jorra feito uma fonte que não desliga nunca.

 Me enganei e muito !

Quando cheguei no hospital para ter o Davi eles logo me perguntaram se eu iria amamentar, dar formula ou que seria os dois. Bom, eu nunca fui radical e jamais pensei em dar somente o leite materno para meu filho independente do preço que tivesse que pagar por isso. Eu sempre pensei que não importava a forma como meu filho fosse alimentado (leite materno ou mamadeira), mas que fome eu jamais deixaria ele passar. Então disse que daria os dois, mas que a amamentação seria sempre a primeira opção. 

 Daí que o Davi nasceu e quando fui tentar amamenta-lo pela primeira vez começou uma batalha que parecia não ter fim. Eu não tinha o menor jeito para coloca-lo no peito, as enfermeiras me ajudaram, mas era só elas sairem de perto que ele soltava o peito e não pegava mais de jeito nenhum, meu colostro também não descia e isso dificultava um pouco as coisas. Acha que o Davi era bobo de ficar chupando algo que não dava nada em troca para ele ! 

 Eu já estava há mais de 24hs acordada, tinha passado o dia todo em trabalho de parto (meu trabalho de parto começou às 2:00hs do dia 19 e ele só nasceu às 00:26 do dia 20), sem comer nada, cansada de tanto fazer força e o Davi ali chorando de fome e meus peitos nada de colaborarem. Não pensei duas vezes: vamos dar fórmula para ele já !

 E assim foi. Mas aí no dia seguinte, já um pouco descansada e recuperada tentamos novamente, uma enfermeira especialista em lactância foi ao meu quarto para me ajudar e a cena se repetia novamente: bebe se esgoelando não querendo pegar o peito de forma alguma, mamãe estressada, colostro que não descia e assim foram os primeiros dias. Davi pegou a mamadeira que foi uma beleza, mas eu sempre tentava o peito antes, quando ele ainda estava com fome, mas a minha falta de jeito e de leite não ajudaram !

 Quando tive alta ganhei uma bombinha e em casa comecei a tirar o colostro só depois de 4 dias que ele havia nascido e só conseguia tirar cerca de 50ml de colostro dos dois peitos depois de 1h bombeando. Mas sempre no mesmo esquema, oferecia o peito primeiro e depois a mamadeira. Sempre ouvia comentários do tipo: ele tem que mamar no peito !, agora não via mais pegar o peito! e outros mais que deletei da minha memória. Mas teve um dia que eu até acordei chorando porque me sentia uma péssima mãe por não conseguir amamentar meu filho.

 Até que um belo dia, nessa de oferecer o peito primeiro ele mamou como se sempre tivesse mamado daquela forma, foi a coisa mais gostosa de se ver e nem preciso dizer que fiquei feliz da vida ! Nunca tive rachaduras e nem dores fortes. Desse dia em diante as coisas começaram a funcionar bem, mas meu leite não era suficiente, o Davi sempre ficava com fome aí eu complementava com fórmula e assim foi até que um belo dia ele simplesmente resolveu que não queria mais mamar a fórmula e então começamos uma nova batalha. Aí uma colega que tinha tido bebe uns dias antes de mim, tinha muuiitoo leite. E passou a me doar o leite que ela tinha em excesso. Gente era muito leite mesmo e assim funcionou por mais algumas semanas, dava uma mamadeira com o leite que eu ganhava e na próxima mamada dava o peito. Mas a história não acaba aqui.

 Então sem mais nem menos o Davi resolve que não quer mais saber de mamadeira, pronto aí começou a pior fase ! Eu não tinha leite suficiente para ele mamar, ele não aceitava mais a mamadeira, tentei vários modelos de mamadeira, copinhos (tenho um estoque aqui em casa de vários modelos), tentei dar o leite na colher, na seringa e nada dele aceitar. Chorava de fome, mas não pegava a mamadeira e assim foi até ele começar com as papinhas. Agora ele faz 3 refeições por dia (mingal no café da manhã, papinha salgada no almoço e jantar e fruta no lanche da tarde) e amamento ele nos intervalos e duas vezes durante a noite.

Quem foi que disse mesmo que depois que o bebê pega a mamadeira não quer mais saber do peito ! Aqui em casa foi ao contrário !

Davi com 1 semana e a mamãe ainda sem jeito (deletem da memória a mamãe descabelada)

 A idéia da blogagem coletiva foi da Ananda do Projeto de Mãe e lá no blog dela tem uma lista com outros blogs participantes.

2 comentários:

  1. Oi Angela!

    Rezo que pra mim seja "fácil"... sei que nao va ser assim, de uma hora pra outra, mas como nao tenho experiência, fico imaginando como será, e na minha cabeça penso como vc disse antes de amamentar: ele vai pegar e deu! vai começar a mamar! rsrsrs

    Já tive vários sonhos e nele eu estou sempre amamentando (nao penso muito nisso, mas nos sonhos tem essa cena) rsrrss

    Vi a foto dele ali do lado com 5 meses. Que Amado!! De agasalho, parece um mini homem.. muitooo fofo!

    bjos pra vcs!!

    ResponderExcluir
  2. Que bom que tu não teve nenhum problema de dor no seio, nem mastite, essas coisas!

    Obrigada por aceitar o convite e participar da blogagem!

    Beijos, Ananda.

    http://projetodemae.wordpress.com

    ResponderExcluir